blá blá blá, hehe, humor

Malhar é preciso, só que não

Abriu uma academia lá perto de casa AND a primeira semana é de graça. Fui.

Primeiro dia estava LOTADA, e quase não consegui fazer a aula de RPM, enfim, lá fui eu subindo as escadinhas com aquela ~vontade toda de malhar.

Minha relação com asacademia da vida, nunca foi das melhores. Sabe aqueles “ficantes” que não se gostam, mas vivem se pegando algumas vezes quando sentem as necessidades? Mais ou menos assim.
Odeio malhar, e sempre deixei bem claro isso. Já tentei de várias formas tentar me acostumar, tipo, “ah, daqui a pouco vira rotina e você se acostuma”. Não. Definitivamente.
Como não existe outra maneira para definir a musculatura e como estou chegando na casa dos trinta, ou eu me conformo com o corpo que tenho e nunca mais apareço numa praia de biquini, ou eu volto a malhar.

Então, mal entrei na sala e a teacher “Oi, Carol né? Amiga da Josi?” (no microfone) e eu toda sem graça “aham, tudo bem?” “Sim, espero que goste da aula!”.
Tadinha.
Bom, sentei na máquina de tortura bicicleta e comecei a pedalar.
Os primeiros minutos, bem sossegado, eu me achando já a entendida de RPM enquanto as gordinhas bufavam do meu lado.
Segunda música, eu já quase um tomate, mas não arreguei, afinal, A PROFESSORA ME CONHECIA.
Dei uma espiadinha de rabo de olho para os lados, as gordinhas encostadas nos vidros da sala, quase mortas, e algumas saíam para ~tomar água. E eu ali, perseverante.
Lá pelas tantas, depois de 45 minutos de aula, eu já conseguia ver minha alma dando tchau pra mim, na porta da sala, “tchau amiga, boa sorte aí” e quando eu achei que estava quase acabando, a Gi (professora) “agora apertem mais aí pra subir o morro da Armação!” – FELA DA PUTA!
Quase fui embora aos 45 minutos do segundo tempo, mas sou orgulhosa demais para desistir, fiquei.
Subi o tal morro, venci uma aula. Já estava até ouvindo aquela musiquinha das olimpíadas.
Daí veio a teacher, toda sorridente (muito querida por sinal, parece ser gente fina), não consegui dizer NÃO, quando me disse “Vamos fazer Sh’bam? É bem tranquilo!”

Ok, é de graça mesmo, vamos lá.

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre “Malhar é preciso, só que não

  1. ME GUSTA ACADEMIA! Foda é que quando tinha tempo não tinha grana, hoje to o contrário. Academia é um dos amores da minha vida, pra tu ter ideia era a segunda opção quando fiz meu vestibular de veterinária. Tudo bem que talvez eu não fosse tão feliz sendo professora de educação física, mas certeza que eu seria BEM mais magra! Como de graça até piroca, eu iria a semana inteira depois ia morrer de tomar remédio hahaha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s