casamento, desabafos

Vida fácil

Esses dias eu soube de uma história, que uma amiga minha me contou, onde um amigo em comum ao meu marido comentou certa vez com ela o seguinte:

“É, ele foi esperto. Ta ficando com uma guria rica. Se casar então, tá feito!”

Na verdade, eu imaginava que certos comentários iriam surgir, já que existem muitas pessoas interesseiras nesse mundo, incluindo esse “amigo”.

Esse “tá feito” que meu amigo imagina, só pode existir mesmo na cabeça dele. Quem me dera se o “tá feito” fosse mesmo verdade.

Quem dera que não precisasse trabalhar horrores para ganhar dinheiro. Quem dera, amigo, quem dera. O bom seria é que não existisse o dinheiro, mas ele existe e a maioria das coisas gira em torno de ter ou não ter.

Aí, quem me conhece, diz “Para né, você nunca passou por nenhum problema financeiro, nunca precisou trabalhar de verdade para conquistar algo, seus pais sempre te deram tudo”.

Sim, isso é verdade, e eu agradeço à Deus todos os dias por ter tido condições necessárias para ter uma vida digna,  que todos deveriam ter: um bom estudo, não depender do sus, comida na mesa, roupas boas e uma casa quentinha. Mas se eu tive e tenho isso tudo é porque alguém se esforçou muito para que isso acontecesse.

Nada vem de graça e nada se mantém de graça. Quanto maior o patrimônio, maior o desempenho para poder mantê-lo. Então, meu amigo, você que acha que quem casou comigo está vivendo de sombra e água fresca, se engana.

Essa história de que ele colocou o burro na sombra, é balela. Aí sim que o burro dele está ralando no sol e o meu também. Porque eu vou querer dar aos meus filhos, além da boa educação que eu tive, uma vida confortável.

Peço à Deus todos os dias para que eu tenha inteligência e força para pelo menos manter o que foi adquirido (e se possível aumentar), mas com certeza querido, o seu amigo (meu marido) vai ter que me ajudar, e muito.

Acho que não era esse “Tá feito” que imaginavas, não é mesmo?

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Vida fácil

  1. Amiga, tu é RYCAH? (Percebeu que já tô chamando de amiga? Eu sou mercenária!) uahihauhaiuhaiuhau

    BRINKS, hahaha. Pessoas interesseiras me dão nojo, ainda mais quando elas usam a autoreferência pra julgar os outros, achando que todo mundo pensaria como elas. E é justamente o caso desse “amigo” aí, que acha que todo mundo é como ele, que ficaria com alguém pra se dar bem pelo dinheiro. Triste.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s